Curta e compartilhe!

Sou a única mulher no meio dos meus irmãos, sempre fui carente e por isso acabei entrando em relacionamentos destrutivos. Fui traída e desculpava pelas necessidades que tinha. Ame-se antes de amar aos outros, seja egoísta!

Faz séculos que não escrevo para este site, havia perdido a senha… Mas agora voltei a escrever !! Meus artigos mulheres traídas 1,2 e 3, e traição virtual foram um sucesso!! Até hoje tem comentários de pessoas que passam pelas mesmas situações e quero agradecer o carinho.. Mas tem uma coisa que até hoje não falei para ninguém… O porque aguentamos tudo do parceiro/parceira?

L
í relatos de pessoas que me mostraram o quanto amavam seus parceiros(as), e mesmo assim não conseguiam sair da situação.. Vi pessoas mandarem procurar igrejas, se apegar a deus, outras pedirem pra largar o marido, sair dessa, gente vai por mim: deus é maravilhoso, mas essa forma de curar tem que ser conjunta com outra coisa !! Eu sei porque eu passei por isso!! Então vamos lá…

O título é: por trás de uma traição sempre tem uma razão.. Mas a razão de aceitar a traíção é ficar sem saber o que fazer é a que eu quero expor aqui…

Vivi numa familia onde os homens eram predominantes, sendo eu a única mulher! Minha mãe sempre deu mais atenção aos meus irmãos do que a mim. Sinceramente nunca entendi porque, mas a partir da adolescência, comecei um círculo vicioso a “fazer e obrigar” as pessoas a gostarem de mim!

Para as amigas eu emprestava tudo que tinha para ser legal, para os namorados eu sempre era a mais leal das namoradas, a mais fiel, a que mais entendia para que eles pudessem ver que no fundo, eu era a mulher ao qual eles poderiam confiar !! A partir dali tudo piorou… A minha carência era tão grande, em tentar ser a primeira opção de alguém que comecei a entrar em relacionamentos destrutivos.

Até que eu casei!! Sabem como? O cara não tinha pra onde ir, e eu ofereci minha casa..rsss… É lógico que ele ia, ele não tinha onde morar!!! E eu achei que tinha conseguido tudo que queria, e falava para mim mesma: eu tenho alguém !!

Aí vieram as traições, eu via, eu descobria tudo, mas passei tanto tempo sempre sendo a segunda opção, da minha mãe, das minhas amigas, dos homens que me relacionei, era tão normal eu ser “procurada” apenas para algumas coisas, que só o fato dele voltar para casa todos os dias eu estava satisfeita.. Pois eu pensava: eu não tinha nada !! Isso já é muita coisa! E eu acreditava nisso !!

Quando caiu a ficha, eu já estava casada há 5 anos e muito machucada!!

Resumo da história: não se pode obrigar algum a amar você!!

Todos queremos ter um amor de novela, aquele em que somos protegidos, queridos, somos sempre a primeira opção, por onde o marido ou esposa vai deixar qualquer coisa por vc! Mas na prática isso nem sempre acontece!! Existem pessoas que tem a sorte, tem outras que precisam procurar mais, mas nós temos que nos curar primeiro, e não pedir que o outro faça isso por vc, supra isso por vc !!

Ser traído nos deixa sem chão eu sei, mas no fundo, lá bem no fundo, ele ou ela sabe o quanto você é carente, a ponto de trair, as vezes contar, e saber que nada vai acontecer! 

Hoje eu olho pra tudo que aconteceu e penso sempre nas minhas necessidades !!

Sabe, ser um pouco egoísta quando vc já se doou demais é um grande começo para esse longo caminho… Egoísta no sentido de priorizar o seu eu ! Coisa que você nunca fez desde então !!

Bem, hoje depois de tanta luta, estou feliz, descasada, 2 filhos lindos, ainda olho os casais na rua e desejo ainda um amor de novela para mim. Se vai rolar? Não sei? Mas eu tenho certeza de uma coisa: hoje, depois de tudo que eu passei, sei identificar a mentira antes que ela venha, os gestos, o modo de olhar da pessoa, tudo… Hoje eu sei fazer com que eu seja a primeira opção!! 

Pensem nisso !!!

PS: este texto é para as pessoas que são ou já foram traídas, descobrem e não conseguem sair disso!! Cada relação é diferente da outra !!

(Visitado 16.767 vezes, 1 visitas hoje)