Curta e compartilhe!

Tudo começou no trabalho no ano de 2008, quando nos enviaram no meio do ano para fazer uma ajuda em outra área – conheci o Ale… ficamos amigos desde então!

Quando voltamos pro nosso setor para exercer nossas funções, decidimos que sentaríamos em mesas juntos, ele do meu lado todos os dias; começaram os desabafos, ele dizia namorar há 5 anos, mas traia a namorada dele ás vezes e me contava.

Eeu contava meus casos mas era solteira e estava a fim de curtir a vida, nossa amizade se tornou tão grande que, iamos almoçar juntos, ríamos, quando ficava doente ele saia do trabalho e ia no médico comigo.

Um belo dia fomos até o shoping; no caminho ele dizia que estava a fim de ficar comigo. Eu levei na brincadeira. Disse lógico, me da um beijão agora. Depois percebi que não era brincadeira tentei desconversar.

Quando fomos nos despedir, ele tentou me beijar eu disse não. Passei a então todos os dias falar não. Passaram-se 8 meses. Nossa amizade continuava e eu sempre dizendo não. Na festa de fim de ano da empresa eu comecei a beber – ai o não virou sim.

Depois disso saí de férias e pensei que foi passageiro. Ele mandava e-mail todos os dias dizendo que sentia minha falta, eu retornei das férias e continuava falando não. Mas ai ja o maltratava. Ele sempre fazendo o possivel para que meu dia fosse agradável: quando estava triste tentava me fazer rir, me levava chocolates, até que um dia ele decidiu parar de falar comigo. Eu pirei.

Pensei acho que não posso ficar sem falar com ele mais!… Ele sairia de férias na semana seguinte então decidi ceder ficar com ele de verdade, foi então quando o chamei pra ir até minha casa. Tivemos uma linda tarde de amor.

Enquanto ele estava de férias, só pensava por que não me ligara. Me ligou 1 dia, mandou alguns e-mails, mas a presença dele era essencial. Ai aconteceu o que eu menos esperava, minha avozinha faleceu, a pessoa que me amava e cuidou de mim foi embora. Cai em depresão profunda, pois ela era tudo pra mim.

Eu mandava emails desesperados pra ele, já que o telefone dele nunca estava ligado; eu chorava, não dormia, não comia. Quando ele voltou de férias passamos a ficar todas as tardes juntas, seja numa praca, seja dentro do carro conversando, ou no motel, na minha casa, no shopping não importa o que fizessemos eram exatamente todas as tardes!…

Isso me ajudara a amenizar a dor que sentia, mas me prendia a ele cada vez mais. Passaram- se 5 meses desde o dia em que decidi que ficaríamos mesmo juntos e eu ja achava que o amava, ele dizia que a namorada dele era perfeita e não merecia isso. Tentou terminar 2 vezes e voltou atraz. Disse que não conseguia mais ficar sem mim ,que tudo me lembrava.

Eu queria que ela soubese, então um belo dia em que ele se encontrava tomando banho na minha casa, peguei o número do telefone dela no celular dele. Eu disse pra ele dias depois que não aguentava mais a situação e que ele teria que decidir, ele dizia que eu merecia mais e que isso ele nunca poderia me dar… pois não terminaria com ela.

Continuei cobrando, ai discutimos e foi então que disse que não tinha valor pra ele, que se ele não sabia a posição em que nos encontravámos naquele momento, que então no dia seguinte ele saberia.

Na mesma hora liguei pra namorada dele e confessei tudo. Mandei e-mails que ele me mandava todos os dias, tinham e-mail desde janeiro/2009. Ela nao acreditou, passei minha senha e meu login e mesmo após de ler tudo ela ainda foi tirar satisfação comigo no trabalho.

Outras pessoas confessaram na cara dela, o próprio amigo que estava com ele no momento confessou, ela pediu um tempo depois foi morar com ele.

Eele ficou 3 meses sem falar comigo. Eu chorei, emagreci 5 kilos, depois de tentar muitos contatos com ele, ele decidiu responder, disse que fui importante na vida dele e que não podia ficar comigo, mas que não queria que nos tratassemos como estranhos, afinal ele prometeu pra namorada dele ficar de boa… e que queria ser meu amigo!

Eu o admirei naquele momento.. fomos pro meu carro e ele me beijou, foi meio que decepção… mas eu queria ele de volta… isso faz 3 meses estamos juntos de novo saindo todas as tardes, mas agora ele é praticamente casado e não sei o que fazer!

(Visitado 4.468 vezes, 1 visitas hoje)