Curta e compartilhe!

A noite é mágoa… e uma cortina invisível envolve meu olhar.
Meu céu escureceu, pois dele se derramam os lamentos da chuva, soluçante, ao canto do vento.Pareço estar diante de um tribunal, unânime em condenar-me à solidão.
Há uma fenda em minh’alma que deseja o esquecimento, mas as lembranças insistem em cimentar essa fenda que controla meu coração.
E eu, que desejava o esquecimento, ganhei a noite que trouxe consigo o mais belo sonho… com você!!

A ilusão mudou o quadro, a moldura e a paisagem!
O medo me desafia a fugir, mas permaneço concentrando forças, preparada para explodir ao te encontrar.
E permito-me ir mais fundo ainda no desconhecido.
É o desejo de estar ligada à parte oculta do meu ser.
E, vagarosamente, começo a caminhar pelas calçadas das ilusões que esmigalham minha serenidade.

Vejo tudo em partes… nada é pleno. Vejo-me superando bloqueios que a realidade criou.
De repente, ouço o acelerar do meu próprio coração ao deparar-me com sua imagem.
Vejo a luz de uma estrela, até então perdida em meu olhar.
Abro os braços para sentir você chegar… e te abraçar é um canto de amor que ecoa no espaço!

Seu mistério finalmente me revelou numa ternura sem fim!
Enquanto lá fora, o vento, nos braços da chuva, parou de gemer afinal…

(Visitado 96 vezes, 1 visitas hoje)

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0