Curta e compartilhe!

Eu faço versos
para espantar meus sustos,
dores, angústias e tristezas vãs,
vou caminhando
pra esquecer o tempo.e, nesse alento,
vou buscando mágoas
pra apagar as chagas
e recomeçar.

Sou como lírios
que iluminam vales,
sou como águias
à procura do infinito,
busco no vento
a força contra os muros,
e, nesse alento,
vou buscando mágoas
pra apagar as chagas
e recomeçar.

Chuva miúda,
dor pequena,
tarde calma,
luz maior,
partir sem medo,
sem fazer segredo,
voltar, sorrindo,
se puder voltar.
E, nesse alento,
vou buscando mágoas
pra apagar as chagas
e recomeçar.

Revendo amigos,
conhecendo mundos,
atravessando abismos,
pra poder contar,
vou com as flores,
enfeitando estradas
pra poder na volta te encontrar.

E, nesse alento,
vou buscando mágoas
pra apagar as chagas
e recomeçar.

(Visitado 95 vezes, 1 visitas hoje)

Share and Enjoy !

0Shares
0 0 0